Logo IFCH

Logo UFPA

Flexibilização curricular dos cursos de graduação é tema de reunião no IFCH


  A flexibilização curricular dos cursos de graduação da UFPA foi objeto de reunião realizada no Instituto de Filosofia e Ciências Humanas na manhã desta segunda-feira, (8 de novembro) . A direção do IFCH e os diretores de faculdades receberam o pró-reitor de Ensino de Graduação, professor Edmar Tavares da Costa, que esclareceu sobre os diversos pontos que envolvem a implementação da proposta pelas faculdades.

            A proposta de flexibilização curricular começou a ser discutida na instituição em 2017 por meio de seminários e mesas redondas. As diretrizes para a flexibilização foram aprovadas recentemente por meio da Resolução N.5.107 do Conselho Superior de Ensino e Pesquisa.

            O diretor geral Fernando Arthur Freitas Neves, abriu o encontro destacando a importância de se elevar no âmbito do Instituto um nível de consenso entre as faculdades.. “Precisamos disso para tomar decisões e assumir compromissos com a melhoria do ensino de graduação” enfatizou

            Percurso acadêmico - O professor Edmar Costa destacou que o princípio básico da flexibilização está em permitir ao aluno de graduação uma participação própria no seu percurso acadêmico para  caminhar além das especificidades previstas na matriz curricular do curso. “Esta é  uma antiga recomendação das Leis de Diretrizes e Bases da Educação (LDB) e já vem sendo praticada  em diversas instituições , como a Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Pelo modelo que queremos implementar  o aluno deverá ser orientado na escolha de outras  atividades que acrescentem na sua trajetória.”  explicou

            Orientações – A adoção da flexibilização não é obrigatória. A faculdade que optar pela proposta deverá comunicar a  Pró-Reitoria de Ensino para receber orientações quanto a  implementação.  A Proeg  fará um estudo do curso e poderá sugerir alteração  no projeto pedagógico ou apenas a inserção de um eixo referente a essa atividade na matriz curricular mantendo a filosofia do projeto pedagógico atual. A faculdade  também deve apresentar proposta de  oferta de atividades de flexibilização para contribuir com outros cursos. O percentual previsto para flexibilização  é de até 30%.   

            Núcleos - O discente interessado na flexibilização poderá buscá-la dentro da UFPA, ou em outra instituição de ensino superior, por meio de um plano de mobilidade. Dentro da instituição terá ainda a opção de ofertas de atividades pelos  Núcleos de Ensino de Pós-Graduação. “Os núcleos da UFPA possuem  um corpo docente  altamente qualificado e linhas de pesquisas muito interessantes, e assim,  poderão ser envolvidos  na proposta” acrescentou o pró-reitor.